Setor Agropecuário: Federações do Norte discutem linhas de crédito do Fundo Constitucional de Financ

Atualizado: Out 10

A Comissão Nacional de Desenvolvimento da Região Norte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em reunião virtual nesta quarta-feira (23), tratou das linhas de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) aplicáveis ao setor agropecuário. O recurso foi criado para auxiliar atividades produtivas da região prejudicadas pela pandemia do coronavírus, com taxas de juros menores e condições diferenciadas.

Segundo o presidente do Banco da Amazônia (Basa), Valdecir José de Souza Tose, serão destinados R$ 9,9 bilhões de recursos do FNO neste ano, sendo metade desse valor para o agro. “Já fizemos um repasse de R$ 300 milhões para cooperativas de crédito, que irão beneficiar a agricultura familiar e pequenos produtores. Queremos facilitar o acesso ao crédito e permitir que o produtor possa financiar um equipamento com recurso do FNO, por exemplo, direto nas concessionárias, sem precisar ir a uma agência”, disse ele.

Outro destaque foi a apresentação do estudo “Fronteira Norte – Dinâmica de preços dos insumos para a agropecuária e sugestão de políticas públicas”, realizado pela CNA e FCStone. O assessor técnico da Confederação, João Carlos De Carli, abordou pontos como valores de insumos na região, desenvolvimento de novas rotas, isenções e outros subsídios, novas frentes de produção de insumos e leilões de compra. Além disso, destacou políticas propostas, cenários, benefícios e questões institucionais.

“Precisamos viabilizar uma maior concorrência entre os fornecedores de insumos. Os preços são muito altos e comprometem a rentabilidade da atividade. Esse custo é um grande gargalo para a região”, afirmou o presidente da Comissão Nacional de Desenvolvimento da Região Norte da CNA, Muni Lourenço Silva Júnior.


AGROLAB AMAZÔNIA


A reunião da Comissão Nacional de Desenvolvimento do Norte, que acorre mensalmente, desta vez fez parte da programação do CONECTA SEBRAE AGROLAB AMAZÔNIA (evento promovido pelo SEBRAE Rondônia) e contou com a participação dos presidentes das sete Federações da Agricultura da região, além do diretor-superintendente do SEBRAE-RO e ex-governador do estado, Daniel Pereira e representantes do setor agropecuário dos estados que compõem a Amazônia Legal.

Esta foi a primeira vez que uma reunião da Comissão foi aberta ao público externo. O anfitrião do evento, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Rondônia (FAPERON) e também presidente do Conselho Deliberativo do SEBRAE-RO, Hélio Dias, falou sobre a responsabilidade de Rondônia de ser pioneira em um evento que visa abrir novos mercados internacionais para os produtos agropecuários da região norte e ampliar os debates sobre estratégias de produção sustentável.

“Está é a nossa primeira experiência com uma feira totalmente virtual envolvendo os nove estados da Amazônia Legal. A pandemia trouxe essa nova realidade, o modelo virtual veio para ficar e nós não nos acomodamos. Graças a isso hoje podemos estar aqui compartilhando informações e discutindo ideias para o futuro da nossa região”, disse Hélio Dias.

0 visualização
 
Endereço:

Rua Pitomba, nº1 Quadra B1

Nova Mutum Paraná,

Porto Velho - RO, 76842-000, Brasil.

Serviço de Atendimento ao Cliente

(69) 3237-3318

(69) 99608-1455