PREPARE A SUA ARCA

Por Gustavo Vítor


A temporada das chuvas chegou!


Você se lembra da maior enchente dos últimos 50 anos, ocorrida em março de 2014 em Rondônia? É difícil esquecer, “… é muito difícil ir para a capital nesse tempo! Eu tenho medo que ocorra outra vez”, palavras do morador Anderson Ferreira.

Na época das chuvas, o assoreamento do rio Madeira aumenta devido aos deslizamentos de suas encostas, tornando assim o volume do rio maior, ocasionando uma pequena cheia em todo o rio. Mas, no caso da última enchente, não foi apenas o assoreamento a razão de todos os problemas. Muitos afirmaram que as causas principais da enchente foram as construções das usinas hidrelétricas Jirau e Santo Antônio, mas é tudo inverdade. Segundo o SIPAM (Sistema de Proteção da Amazônia), as chuvas e as construções pouco influenciaram na cheia do Rio Madeira, a elevação da cota se deveu aos temporais no sul do Peru e na Bolívia.

As chuvas na região norte costumam ocorrer de janeiro a maio, porém neste ano o período chuvoso teve início no final do mês de outubro, o que preocupa a população. “…hoje em dia eu moro de aluguel por que toda a casa foi perdida. Na hora da enchente a sensação era de muita angustia por não ter a capacidade de salvar a minha própria casa”, nos contou Ocivaldo de Machado Costa, morador de Porto Velho-RO, ao relembrar a enchente de março de 2014.

Além de desabrigar as pessoas, causar deslizamentos de terras e alagar estradas, as enchentes costumam provocar o aparecimento de animais peçonhentos em ruas e casas, além do surgimento de doenças como a Dengue, Hepatite A e a Leptospirose, por isso é necessário muito cuidado ao andar próximo a regiões pantanosas. Neste período em questão, é melhor redobrar a atenção nas estradas, que ficam com as pistas molhadas, principalmente nos primeiros minutos de chuva.

#rondonia #RioMadeira #NúcleodeComunicação #GustavoVitor #portovelho #novamutumparaná #chuvas #enchente

0 visualização0 comentário