#BeInnovative: Baterias Moura investe em desenvolvimento tecnológico

Criada no interior do Brasil e com sede em Pernambuco, a Baterias Moura está presente hoje na maioria dos países da América do Sul, além de República Dominicana e Angola. Líder nacional no mercado de baterias automotivas, a empresa é apoiada pela Apex-Brasil em sua busca pela liderança de mercado no Cone Sul por intermédio de um projeto de promoção de exportações do setor de componentes para veículos automotores realizado em parceria com o Sindicato Nacional da Industria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças). Em 2017, participou de grandes eventos internacionais, como a Feira Internacional de Luanda (FILDA), em Angola, e a Authomekanica de Dubai (Emirados Árabes Unidos), com apoio estratégico do projeto.

A inovação que permeia o trabalho da Baterias Moura mostra ao mundo um Brasil competitivo, estratégico e confiável no mundo dos negócios – o cerne da campanha Be Brasil. Essa característica também garantiu, em 2017, o 1º lugar no segmento “Veículos e Peças” do anuário “Valor 1000” do jornal Valor Econômico, à frente de gigantes como Embraer e Fiat Chrysler Automobiles (FCA). Além disso, a empresa superou pela primeira vez R$ 1 bilhão em receita líquida e hoje tem 36% de fatia de mercado nacional em reposição de baterias automotivas.

A constante modernização na área automotiva vem de investimentos em desenvolvimento tecnológico que visam manter o produto sempre na liderança de mercado. “Estabelecemos parcerias estratégicas com importantes competidores mundiais ligados ao segmento de acumulação de energia para que possamos trocar informações e tecnologia com um olhar sempre voltado para a perenidade do negócio no futuro”, diz a coordenadora de exportação da empresa, Maria Luiza Guerra, em conversa com o Blog da Apex-Brasil.

Na entrevista, ela também destaca a importância de temas como sustentabilidade, investimentos e o apoio que recebe da Apex-Brasil para a expansão internacional dos negócios da Baterias Moura. Confira!

Como uma empresa saída do interior do Brasil alcançou o patamar que a Moura tem hoje? Acreditamos que o grande diferencial da Moura está em um conjunto de fatores. Entre eles, estão a persistência e o foco na qualidade – não apenas do produto que é um grande diferencial da Moura, mas também na relação com os clientes durante toda o processo de trabalho. A Cultura Empresarial Moura, que pauta as nossas relações, fortalece ainda mais os vínculos que construímos e são grandes diferenciais competitivos da organização. A inovação parece ter sido uma das marcas da Moura. Como a empresa trata do desenvolvimento de seus produtos? A Moura está comprometida em fazer o novo bem feito e com paixão. Para isso, temos uma equipe de engenheiros robusta, focada em qualidade, inovação e tecnologia. Além disso, temos parceria com o Instituto de tecnologia Edson Mororó Moura, que tem como foco pesquisa e desenvolvimento para trazer inovação ao setor de acumulação de energia para as mais diversas aplicações. Somados a esses fatores, nós estabelecemos parcerias estratégicas com importantes competidores mundiais ligados ao segmento de acumulação de energia para que possamos trocar informações e tecnologia com um olhar sempre voltado para a perenidade do negócio no futuro. Estamos sempre prontos para atender as necessidades do mercado. A inovação na empresa também é em gestão e operação. Qual foi a importância do RBM, o padrão de distribuição criado pela empresa? A Rede Moura é a nossa cadeia de distribuição no Brasil e Cone Sul e conta hoje com mais de 80 unidades. A formação da nossa Rede foi e é externamente importante para permitir que a Moura chegasse no patamar em que está hoje. Conseguimos estar próximos dos nossos clientes, oferecendo um serviço de pós-venda e assistência técnica de qualidade, padronizada e com um nível de excelência diferenciado. Qual o peso da inovação em um setor como o de autopeças? Hoje em dia, com a evolução da eletrificação veicular e toda a alteração e impacto que isso gera da arquitetura dos veículos, o tema inovação está sempre presente em nosso dia a dia. No que tange a baterias, ela permanece como seu papel de “coração do veículo”, porém com protagonismo ainda maior e mais importante. Quais os principais diferenciais competitivos que você identifica na empresa? A cultura empresarial como alicerce do negócio (CEM) e um sólido sistema de gestão; produto com qualidade de classe mundial; força da marca Moura no Brasil e Cone Sul; foco em inovação e tecnologia, colocando a Moura entre os principais competidores mundiais no segmento de baterias. Como a Moura encara questões como as relacionadas a sustentabilidade? Sustentabilidade está entre os sete valores da Moura. Daí fica clara a importância do tema para a empresa. Há mais de 20 anos, a Moura recicla 100% das baterias que saem de suas fábricas. Hoje, conta com o reforço do Plano Ambiental Moura, PAM, que envolve clientes e consumidores no ciclo de logística reversa.

Além da preocupação ambiental, a Moura tem consciência de sua responsabilidade social. Fundada em Belo Jardim, cidade localizada a 184km da capital pernambucana, a empresa atua fortemente no desenvolvimento do município por meio de ações e iniciativas da empresa bem como por meio da forte atuação do Instituto Conceição Moura, que tem a Moura como mantenedora. O Instituto trabalha diariamente para transformar Belo Jardim em uma cidade melhor e mais atraente para se viver, com atividades nas áreas de educação, arte e cultura e meio ambiente. Quais os desafios tecnológicos que a empresa vê para os próximos anos? Os carros ele elétricos estão no horizonte da Moura? Há 60 anos, a Moura trabalha com produção de baterias. Porém, há pouco mais de sete anos nós começamos a presenciar uma mudança forte no segmento de baterias automotivas que faz com que o futuro do produto exija um alto investimento em tecnologia e inovação. A eletrificação veicular já é uma realidade fora do Brasil e está em pauta no nosso dia a dia. Trabalhamos olhando sempre à frente. Estamos preparados para atender todos os tipos de acumuladores elétricos. Como está a internacionalização da empresa? Hoje estamos presentes na Argentina e Uruguai com atuação própria e no Paraguai, Bolívia, Colômbia, Venezuela, Suriname, Guiana, Republica Dominicana e Angola por meio de distribuidores que nos representam nesses países.

Quais são hoje os mercados prioritários para a empresa? Hoje a Moura tem como objetivo ser a marca líder em vendas e reconhecimento no Cone Sul. As exportações representam uma porcentagem significativa em nosso faturamento e seguimos traçando uma linha de crescimento ainda maior. Quais os desafios de abrir uma empresa como a Moura em outro país? Muitos, pois estamos falando de uma cultura diferente. Além disso, todas as questões legislativas, tributárias, trabalhistas, governamentais, entre outras passam a ter suas particularidades. Esses e outros pontos precisam ser bem avaliados e ponderados antes da tomada de decisão de avançar na internacionalização de uma empresa. De que forma a parceira de projetos como o da Brasil Auto Parts – Trusted Partners e Sindpeças, auxiliam a entrada da marca em outros mercados? A Apex-Brasil e seus projetos setoriais são extremamente importantes para o desenvolvimento do exportador brasileiro. Por meio deles, os empresários conseguem obter informações estratégicas de mercado que são cruciais no momento de tomada de decisão e negociação com o possível cliente. Além de ter um respaldo do Governo no financiamento em feiras e missões, permitindo ao empresário brasileiro participar de eventos internacionais. Por meio dos projetos setoriais e eventos realizados pela Agência, cria-se uma rede de contatos entre os empresários muito rica, com troca de informações e conhecimento que fazem com que o caminho do exportador seja mais seguro e respaldado, garantido assim uma maior efetividade nas operações realizadas. Como a Moura avalia a posição do Brasil no mercado internacional de acumuladores de energia? Hoje, o Brasil é o principal mercado de acumuladores de energia da América do Sul e, sem sombra de dúvidas, um dos maiores e mais importantes de mundo. O Brasil é o 6° país em número de veículos, porém com uma proporção de habitantes por carro ainda muito alta – média de aproximadamente cinco habitantes por carro – o que demonstra que o nosso mercado teria espaço para crescer – se considerarmos que em países desenvolvidos essa relação está mais próxima de um habitante por carro. Esses dados fazem com que o nosso País seja um importante competidor mundial no seguimento de autopeças. Onde a Moura quer estar daqui a dez anos? Ser o líder inconteste do mercado de baterias da América do Sul, em todas as tecnologias (atuais e tecnologias do futuro), no mercado de reposição e peça original.

Veja mais:

Saiba mais sobre a Baterias Moura: http://www.moura.com.br/

Conheça o Projeto Brazil Auto Parts: www.brasilautoparts.com

Veja mais casos de sucesso de empreendedorismo brasileiro no exterior em: www.bebrasil.com.br/pt

0 visualização
 
Endereço:

Rua Pitomba, nº1 Quadra B1

Nova Mutum Paraná,

Porto Velho - RO, 76842-000, Brasil.

Serviço de Atendimento ao Cliente

(69) 3237-3318

(69) 99608-1455