#BeDetermined: Como a gestão e determinação transformaram a BRF Brasil Foods em uma das maiores comp

A fusão da Sadia com a Perdigão, realizada em 2009, criou novos caminhos para o setor alimentício do Brasil, com o surgimento da BRF Brasil Foods. A estratégia se mostrou um exemplo de ousadia na reengenharia de uma das maiores companhias alimentícias do mundo. E é um caso clássico de como a determinação e o planejamento podem levar uma empresa a conquistar o mercado internacional. Com uma história de respeito e conquistas, a BRF Brasil Foods representa também os valores atribuídos aos exportadores brasileiros na campanha #BeBrasil, que promove um Brasil confiável, inovador, estratégico e sustentável no mundo dos negócios.

Um dos protagonistas dessa história é o empresário Claudio Galeazzi, conhecido no mundo dos negócios por transformar a gestão das empresas por onde passa. Foi assim no Pão de Açúcar, Lojas Americanas, Artex, Mococa, entre outras. Atualmente, Claudio é o CEO Global da BRF Brasil Foods. Hoje, a BRF é a terceira maior exportadora brasileira. “A BRF está no processo de se globalizar e já é a terceira maior exportadora brasileira. A empresa cresceu muito e esse momento de integração é sempre um período muito difícil, afinal juntamos duas concorrentes que eram bem agressivas”, diz Claudio.

Depois da fusão, foi o momento de repensar, rever a trajetória e projetar novos caminhos para a companhia. Temos um potencial de crescimento e uma situação financeira robusta que nos permitem pensar em crescer ainda mais. Nós temos presença em vários mercados, mas ainda temos o resto do mundo para conquistar. Essa é a hora de nos projetarmos”, comenta.

Para o empresário, a gestão é o grande diferencial. “Uma boa gestão procura apresentar soluções e ser ágil. Na medida em que você tem uma gestão adequada, as empresas vão bem, mesmo na crise. E muitas vezes conseguem evoluir muito mais em uma crise do que em uma situação normal”, ensina. Segundo Claudio, é necessário saber delegar e delegar os colaboradores: “Cortar custos não é a única solução. Ampliação da participação de mercado, duplicação das ações, melhora das condições de trabalho são outros fatores de sucesso. Só cortar custos pode momentaneamente trazer bons resultados, mas não são duradouros. Tem muito mais dentro de uma empresa: tem que promover, tem que estimular, tem que dar oportunidades para que os mais jovens também atinjam o topo da carreira”.

MERCADO INTERNACIONAL

As duas empresas têm histórias semelhantes, com origem em Santa Catarina e papel significativo no desenvolvimento do setor alimentício do Brasil. A Perdigão foi criada em 1934 e sua produção era voltada para o mercado interno, já a Sadia nasceu em 1944 e após 25 anos começou a exportar seus produtos. No decorrer dos anos foram crescendo por meio de aquisições de novas marcas. A junção das duas empresas criou uma multinacional brasileira com capacidade para expandir seus limites para novos mercados. Hoje, um dos principais objetivos da BRF é se tornar uma empresa global.

Com mercado internacional cada vez mais concorrido, as empresas precisam estar atentas em busca de excelência e conhecimento constante sobre o setor. A JBS já atua no mercado internacional, mas ainda não está presente fisicamente. “Nós já estamos no mercado internacional e agora é hora de buscar presença física em vários lugares do mundo. Isso facilita, uma vez que podemos ter fornecimento local de matéria-prima, industrialização e distribuição de produtos também locais, além de desenvolvimento da marca em mercados específicos. O mercado do Oriente Médio está servindo para nós como um futuro a ser perseguido. Temos uma participação de dois bilhões de dólares (em um mercado que movimenta 12 bilhões) e que vai ser reforçada com a construção de uma unidade fabril nossa. Presença mais forte e mais eficiente, que busca ampliar nossa participação no mercado”, explica.

A FÓRMULA DO SUCESSO

Claudio ainda tem muitos desafios pela frente e aposta na meritocracia para ajeitar tudo na nova casa. “A meritocracia motiva as pessoas a buscarem a realização das metas. Mas tem outras coisas importantes: um ambiente agradável de trabalho, por exemplo, motiva tanto quanto a busca da realização financeira”, comenta. O empresário se utilizou de uma fórmula para a busca do sucesso. “A primeira coisa que fiz foi reconhecer as minhas limitações. Ao fazer isso, busquei me cercar de profissionais que me complementassem e mostrassem os caminhos a serem seguidos. O sucesso sempre está no relacionamento com as equipes que você tem”, ensina.

Outra questão importante para o empresário é planejar, não só a carreira, mas a vida: “O mundo é muito competitivo, mas a gente não pode perder a vida pessoal em função da ambição de crescimento. A busca do sucesso deve ser paralela e complementar à vida particular”. Aceitar as mudanças que ocorrem no meio do caminho é fundamental para o sucesso. “Na busca do sucesso e da realização, todos nós devemos ter muita paixão. Tudo na vida que é feito com paixão costuma dar certo. E mais: ter determinação, foco e ser comprometido com tudo aquilo que você vê dentro da empresa. Eu vejo que esta empresa está em um momento excepcional, nós estamos exatamente no momento de repensar, com grandes possibilidades e oportunidades. Eu me alinhei com este futuro. Eu abracei e visto a camisa”, diz Claudio, entusiasmado.

Texto adaptado da versão originalmente publicada em 17 de julho de 2014.

*Be Brasil é uma campanha da Apex-Brasil que posiciona Brasil como um parceiro de negócios estratégico e confiável no comércio exterior. Clique aqui e saiba mais sobre o Be Brasil.

0 visualização0 comentário
 
Endereço:

Rua Pitomba, nº1 Quadra B1

Nova Mutum Paraná,

Porto Velho - RO, 76842-000, Brasil.

Serviço de Atendimento ao Cliente

(69) 99608-1455