A Temporada da Fumaça

Por Amanda Cabral e Yanamara Canedo (colaboradora)



Queimada é crime!



No período de verão, em lugares onde não ocorre muita chuva, o risco de incêndios aumenta bastante por conta da falta de umidade e devido a ocorrência de ventos secos.

Em todo o mundo, desde as últimas décadas, as queimadas vêm aumentando gradativamente, causando a poluição e destruição ambiental, mesmo com todas as campanhas de conscientização realizadas por ONG’S, prefeituras, governos estaduais e federais.

Em nossa cidade, esses fatos não são muito diferentes. No início do mês de julho, ocorreu um incêndio na fase três, que se alastrou até a fase um, acabando com grande parte da região verde nas redondezas de Nova Mutum Paraná, o que deixou os moradores curiosos e assustados. Recentemente, também, ocorreu um incêndio florestal ao lado do Auto Posto Jirau, na entrada da vila, e bem embaixo da Linha de Transmissão, local perigoso e que necessita de atenção.

Nesse período do ano, entre os meses de agosto e outubro, Nova Mutum Paraná sofre com as conseqüências dessas queimadas, que por muitas vezes são provocadas por descuido de moradores, que não pensam nos riscos ao meio ambiente e à saúde pública.

Segundo uma moradora, que não quis se identificar, muitas pessoas têm o costume de atear fogo em lixo e em móveis velhos, em seus próprios quintais. Fato que é um perigo, pois, pode afetar as áreas de mata e acarretar problemas de saúde como alergias e deficiências respiratórias.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMA) está atuando diariamente na fiscalização contra as queimadas urbanas, que, se ocasionada criminosamente, pode gerar multa que oscila entre R$ 2.617,00 e R$ 5.234.000,00 aos infratores.

Segundo Silvio Luiz Santos Lins, chefe da fiscalização ambiental da SEMA, existem duas frentes de trabalho, divididas em uma equipe de campo e outra para atender as ligações do disk denúncia. A equipe de campo atua de segunda a sexta, das 8h às 19h, e sábados e domingos, das 13h às 19h30, período em que há maior número de ocorrências. O disk denúncia funciona de segunda a domingo, das 8h às 18h.

Paralelo às ações de fiscalização, a SEMA está realizando uma campanha de Educação Ambiental e Comunicação Social intensa contra as queimadas urbanas, denominada “NÃO QUEIME, QUEIMADA URBANA É CRIME”, com o apoio do Corpo de Bombeiros, do 5º Batalhão de Engenharia e Construção (BEC) e da Energia Sustentável do Brasil (ESBR).

Na campanha, os agentes da SEMA, desde o dia 07 de agosto, visitam os moradores em suas residências, distribuindo kits contendo  folder, adesivo para carro, sacolinha de lixo para carro, camiseta, squeeze e semente de uma árvore. A ação abrange os bairros com maior incidência de queimadas urbanas em Porto Velho e os distritos de Jaci Paraná, Nova Mutum Paraná e Cujubim Grande.

Em Nova Mutum Paraná, a ESBR está promovendo ações de sensibilização como, instalação de outdoors na vila e ao longo da BR 364, apresentação de peça teatral nas escolas, abordagem do tema no projeto Bombeiros Mirins e palestra para a comunidade e associações com o tema Queimadas Florestais.

PROVOCAR QUEIMADAS É CONSIDERADO CRIME AMBIENTAL, SEM DIREITO À FIANÇA.

Como bons cidadãos, devemos combater esse mau costume, ajudando a preservar o meio ambiente onde vivemos e a saúde das pessoas que convivem ao nosso redor.

Em caso de incêndios, o seu dever é denunciar. Não fique calado! Provocar queimadas em terreno fechado, ou área livre, é crime. Denuncie:

Bombeiros: 193

SEMA: 0800 647 1320

Linha verde (IBAMA): 0800 618 080

#queimadas #AmandaCabral #CrimeAmbiental #YanamaraCanedo #Campanhacontraqueimadas #novamutumparaná #ESBR

0 visualização
 
Endereço:

Rua Pitomba, nº1 Quadra B1

Nova Mutum Paraná,

Porto Velho - RO, 76842-000, Brasil.

Serviço de Atendimento ao Cliente

(69) 3237-3318

(69) 99608-1455